quarta-feira, 23 de março de 2011

Cultura é Tudo, mesmo?



A primeira dúvida a respeito deste blog partiu de um amigo, também professor, Francione Oliveira Carvalho. Suas considerações foram tão interessantes que resolvi postá-las aqui. Sem dúvida, conceitos amplos como ‘Cultura’ e ‘Arte’ sempre terão várias definições. Mas é justamente a discussão sobre essas definições que nos torna mais conscientes, mais ligados. Então, se liga:

“Cultura é tudo? Não tenho certeza. Seria interessante detalhar como compreende o conceito “cultura”, já que desde o seu aparecimento no século XVIII, a idéia moderna de cultura suscita constantes debates.
A palavra cultura tem origem latina e surge nos fins do século XIII para designar uma parcela de terra cultivada. No século XVI, ela deixa de significar um estado (da coisa cultivada), para tornar-se uma ação, ou seja, o fato de cultivar a terra. E somente a partir do meio do século XVI a palavra “cultura” começa a ser aplicada no sentido figurado, como uma faculdade a ser desenvolvida.
Ao longo do século XIX, com a criação da Sociologia e da Etnologia como disciplinas científicas, a reflexão sobre a cultura passa do sentido normativo para o descritivo. Os intelectuais se interessam não em dizer o que deve ser a cultura, mas de descrever o que ela é, tal como aparece nas sociedades humanas.
Apropriando-se da sua reflexão sobre o programa Big Brother, podemos perceber que ele tenta trabalhar a idéia de uma cultura plural, onde cada integrante representaria uma parcela das identidades culturais contemporâneas. Essa idéia de cultura pluralizada, inicia-se apenas no final do século XIX, quando o imperialismo inicia a divisão do globo terrestre (África e parte da Ásia) . Diferentemente do período da colonização (do Brasil, por exemplo), onde o diferente era “acultural”, começa-se a falar das culturas de diferentes nações e períodos, como representantes de códigos específicos.
Nesse sentido a cultura é vista como um conjunto de significados partilhados e construídos pelos homens para explicar o mundo. Cultura como forma de expressão e tradução da realidade que se faz de forma simbólica, admitindo que os sentidos conferidos às palavras, às coisas, às ações e aos atores sociais, se apresentam de forma cifrada, portanto, já possuindo um significado e uma apreciação de valor.
Você disse na nossa pequena conversa que pretende utilizar os textos postados para suscitar discussões acadêmicas. Portanto, teorizei um pouco para dizer que senti falta de uma base teórica no seu texto, isso ampliaria um pouco o alcance do que escreve e o tiraria daquele limbo de que “blog” serve apenas para dar pitacos sobre tudo... Ass: Francione Oliveira Carvalho.”

Sem dúvida, essas questões levantadas por Francione são essenciais, a começar pelo fato de que o conceito de ‘cultura’ é histórico. Como se vê, a afirmação “Cultura é tudo” deixa de lado o fato de que certas manifestações culturais são valorizadas, outras não. E por mais que tentemos ser ‘democráticos’ e dizer que aceitamos TUDO como um aspecto da nossa cultura, torcemos o nariz para certas coisas.

E você, leitor, que ‘valores’ coloca nas coisas, como se elas tivessem um preço? Já parou para pensar? O que aceita, e o que rejeita, e do que tem preconceito? Esse talvez seja o melhor caminho para perceber o que até hoje, por condicionamento, por exemplo, nunca considerou como importante. E talvez nem tenha notado...

9 comentários:

  1. Jessica Nascimento27 de março de 2011 14:47

    Posso dizer que tudo sim se refere a cultura. Quem hoje que não precisa ter cultura para conseguir passar em uma boa entrevista de emprego, e para manter uma boa conversação sem colocar girias no meio. Até os programas de TV que voce ve estão relacionados a cultura. Tem coisas que, por exemplo, o dinheiro jamais pagara,como o seu conhecimento sobre cultura.

    ResponderExcluir
  2. Eu vejo o "tudo" relacionado à cultura, desde a maneira de vestir de cada um, o estilo musical que gosta, até o sotaque na fala de determinada região. A cultura é a base de nossos costumes, nossos atos, nosso cotidiano, nossas rotinas, refletindo em cada gesto e cada atitude tomada pelo indivíduo.

    Caio Lucas Ferreira - Turismo 1° sem/ manhã

    ResponderExcluir
  3. Acredito que TUDO acaba de certa forma sendo cultura. A maneira de se alimentar, se vestir, se portar diante das pessoas, mas em si a cultura acaba sendo misturada com toda essa globalização. As coisas acabam ligando TUDO a cultura, principalmente a televisão que espalha todo tipo de cultura, permitindo todos terem acesso.
    É impressionante que até as gírias usadas são uma cultura, obvio que não estou falando das gírias de traficante. Um exemplo: se você for a Guarujá e quiser comprar pão você não pode usar a palavra "pão", você fala que quer uma "média", acaba tendo uma diferença. Me lembro bem a primeira vez que fui na padaria de lá, eu e o padeiro não conseguia entrar numa conversa, pois ele não sabia que pão era média e nem eu. Mas depois consegui comprar pães para meu café da manhã.
    Enfim é tudo, mesmo ela estando de certa maneira sendo mista em vários locais.


    Bianca Alves - Turismo, manhã 1ºsemestre - Torricelli

    ResponderExcluir
  4. Acredito que tudo seja cultura, porque acaba se tornando uma característica de uma sociedade, mais deve tomar cuidado porque nem todo tipo de cultura compreendida ex. piercing é uma cultura mais existem muitas pessoas que tem preconceito com as pessoas que o usam.

    ResponderExcluir
  5. Cultura é sim,tudo,pois hoje em dia as pessoas não frequentam teatro(como exemplo)com a frequência de antigamente.A cultura esta presente em tudo,desde um piercing,como disse a Isa no comentario acima,até a musica que o vizinho ouve no ultimo volume no domingo!!.

    ResponderExcluir
  6. Aceitar certos tipos de culturas é muito difícil, eu por exemplo não concordo com o infanticídio indígena, que para os índios é cultura pra mim é uma brutalidade, até tentei levantar essa questão por muitas vezes mais as pessoas não se mobilizam pois não é uma coisa que acontece em seu dia a dia. Deixo esse recado para reflexão de todos.
    Grasiela Leite 2º semestre de turismo

    ResponderExcluir
  7. A cultura é muito rica e diversificada, acho que a pergunta dele foi muito boa, apesar de não saber responder literalmente...

    cada sociedade tem sua cultura, cada pessoa pode trazer uma cultura diferente de outro lugar e assim por diante e essa pluralidade de cultura é que faz com que ela seja tão rica, e que faz que ela englobe tantas coisas e que possamos dizer Cultura é tudo!!!

    Thais Sandes da Silva 1° Semestre Letras Torricelli

    ResponderExcluir
  8. Amanda Gonçalves da Silva - Turismo 1° Sem./M10 de maio de 2011 12:32

    Confesso que antes de me deparar com a visão ou com o conceito atual sobre o que é cultura, eu entendia a mesma como apenas as formas de arte, conhecimentos e costumes adquiridos e apreciados basicamente pela elite social; ou seja, meu antigo modelo de cultura era que, o que hoje é considerado cultura erudita era a verdadeira cultura e a maior parte da população ficava “privada” ou pelo menos não buscava tê-la.
    Como costumam dizer, a massa era um “povinho sem cultura”.
    Agora descobri as mutações sofridas no significado da palavra, que no princípio era simplesmente o de cultivo (cultivar terras), depois passou a ser empregada em um contexto de se cultivar o saber da nobreza das antigas civilizações, para que estas permanecessem vivas nas futuras gerações e que atualmente se tornou todo o saber de qualquer povo.
    Assim podemos afirmar que toda criação humana é cultura. O conceito mudou, agora já podemos dizer que desde o escultor de bonequinhos de barro, até o artista mais renomado de arte erudita são sim pessoas de cultura, além das diferentes formas de comportamentos, crenças, informação, entre outras coisas que o homem inventa; o que ainda falta ser mudado é o pensamento que está impregnado na mente das pessoas de que apenas o que tem muito valor financeiro é o que possui realmente algum valor.
    Fora isso Cultura é Tudo, Mesmo!

    ResponderExcluir
  9. ingrid dos Santos 1°sem hotelaria4 de junho de 2011 07:32

    é dificil definir o que cultura,pois pra muitos a cultura pode variar o seu modo de ser visto de estado para estado de país para país enfin,pra mim a cultura está no modo que cada um vê,eu vejo cultura em uma dança tipica,artesanato,comidas tradicionais,crenças entre outras coisas. Só creio que é importante separar o que cultura e o que é entreterimento

    ResponderExcluir